Friday, July 19, 2024
HomeO que fazerTrilhas garantem acesso a natureza e aventuras

Trilhas garantem acesso a natureza e aventuras

Date:

Os passeios imperdíveis de Tiradentes incluem a descoberta de caminhos extraordinários que atravessam a região

Tiradentes possui várias as trilhas que saem da cidade e levam aos principais mirantes a até 1 260 metros de altura, várias delas passam pela calçada dos escravos, construída no século XVIII. Fauna e flora encantam! Há também outras partes do caminho diretamente ligadas à história de Minas Gerais e do Brasil, como antigas áreas de extração de ouro e trechos vicinais da Estrada Real. No final, um banho de cachoeira recompensa o esforço nas trilhas.

Fora dos limites definidos pelas ruas de pedra, há inúmeras possibilidades de passeios conectados com a natureza. Emoldurado pela serra de São José, o destino se mostra também como uma excelente opção para amantes de ecoturismo, que podem combinar a programação cultural com um roteiro de trilhas na região.

“Nos últimos cinco anos, a demanda de passeios aumentou demais. A princípio, trabalhava apenas com caminhada, cavalgada e rotas de bicicleta. Em 2010, passei a oferecer também a descida de bote no rio Elvas, e depois vieram os quadriciclos”, conta Dalton Cipriani, guia de turismo da agência Uai Trip.

O aposentado Ubaldo Pompeu, de 58 anos, é um desses turistas que conhecem bem os encantos da “Tiradentes verde”. Mineiro de São João del Rei, mas morador do Rio de Janeiro desde os 10 anos, ele tem laços afetivos com a região e faz questão de visitá-la ao menos quatro vezes ao ano. “Quando eu tinha uns 8, pegava boia de caminhão e descia o rio das Mortes de Tiradentes até São João del Rei. Quando eu subo a serra, eu revivo um pouco da minha história”, explica.


Pompeu já fez diversos passeios subindo a serra de São José. Entre eles está um tour noturno que propôs ao grupo apreciar o pôr do sol lá de cima e depois descer a trilha à noite. “Quando você olha a serra de longe, acha que aquilo é impossível. Aí você começa a fazer a trilha e, a cada hora que passa, ganha mais e mais metros… Quando vê, está no alto”, resume.

A agência Uai Trip oferece cinco rotas de trekking na serra de São José. Há desde uma caminhada simples de duas horas até a travessia total Prados/Tiradentes, que tem duração de oito horas e pode incluir uma pernoite com acampamento. O passeio mais longo tem 21 km de percurso total e é indicado para montanhistas mais experientes.

Na serra de São José, o trilheiro terá contato com vegetação típica da Mata Atlântica, nascentes de riachos e calçamento feito por escravos no século XVIII. “A trilha tem parte no complexo do Espinhaço e outra na Mantiqueira. É um visual bonito”, descreve Cipriani. Quem se aventura a subir a serra é contemplado ainda com o refresco de cachoeiras com poços ideais para banhos. Entre elas está a do Carteiro, a do Mangue e a que os moradores indecisos ora chamam “do Índio”, ora “Véu de Noiva”, e que dá origem à do Bom Despacho.

Adrenalina e diversão em busca de cachoeiras com carros 4×4

Uma atividade que vem conquistando adeptos em Tiradentes – especialmente entre os casais – são os passeios com carros 4×4 e UTVs (intermediário entre carro e quadriciclo). Nesse passeio, é possível explorar regiões pouco conhecidas no entorno da cidade, como a Rota das Águas Verdes. O tour, de cerca de seis horas, passa por um belo conjunto de córregos, cachoeiras e lagos em propriedades particulares no Vale do rio Elvas. “É preciso fazer agendamento prévio porque o roteiro não é regular. Preparamos piquenique, levamos geleias e queijos”, explica Dalton Cipriani, guia da Uai Trip.

Já os cicloturistas têm desde roteiros com 9 km, como a trilha da Caixa d’Água, até o de 35 km (ida e volta) que liga a cidade à antiga estação de trem de Prados.

Passeios

Quem leva. Uai Trip. Informações no site.

Todos os passeios incluem guia, carro de apoio, água e seguro de acidentes pessoais. Reservas sob consulta. Preços por pessoa.

Trekking trilha do Carteiro. Passeio de três horas e trinta minutos. Saídas diárias às 9h30. Com piquenique. A partir de R$ 95 (adulto).

Trekking pôr do sol. São 6,59 km de caminhada. Com piquenique. Inclui aluguel de mochilas e lanternas de cabeça e transfer. A partir de R$ 125 (adulto).

Floating rio Elvas. Descida de 5 km em bote. Saídas diárias. Inclui transporte, técnico de remo, monitoramento, e equipamentos de segurança. A partir de R$ 95 (adulto).

Cicloturismo – trilha da Caixa D’Água. São 18 km de pedalada em nível baixo de dificuldade. Saídas diárias. Inclui bicicleta 21V, capacete, luvas e chaleira de limonada no Sabor Rural. A partir de R$ 80 (adulto).

Rota das Águas Verdes. Passeio em veículo 4×4 pelo vale do rio das Elvas. Duração de seis horas. Saídas diárias. A partir de R$ 175 (adulto).

Passeio 4×4 parque das Libélulas. Passeio aos pés da serra de São José. A partir de R$ 150 (adulto).

Trilha do Carteiro

Uma das mais famosas é a Trilha do Carteiro. O passeio começa no Centro Histórico da cidade e passa pela famosa “Calçada dos Escravos”, um longo caminho formado por grandes pedras colocadas ali pelas mãos dos negros escravizados da época.

Além da vista de tirar o fôlego durante o passeio, o turista tem a possibilidade de nadar em algumas piscinas naturais de água cor de “coca cola” e visitar o “Túmulo do Carteiro” – que dá nome à trilha. Conta-se que, em algum lugar do passado, o carteiro fazia esse trajeto para transportar a correspondência da cidade. Quando aconteceu o movimento da Inconfidência Mineira contra a coroa portuguesa, o carteiro levava a correspondência entre os rebeldes e por esse motivo a coroa armou-lhe uma emboscada, assassinando-o no caminho. Onde o carteiro supostamente morreu foi feito um túmulo. Reza a lenda que os visitantes que passam por ali devem fazer um pedido e jogar uma pedra no túmulo, para que o carteiro leve o pedido, que será então realizado.

Caminhada no Bosque Mãe D’água

A entrada para a trilha do Bosque Mãe D’água encontra-se ao lado do Chafariz de São José. A trilha segue junto ao aqueduto de pedra construído pelos escravos, há quase trezentos anos, até sua nascente, aonde nasce a água que abastece o Chafariz.

Durante o passeio, que dura em média 20 minutos, os turistas podem apreciar as belezas naturais remanescentes da Mata Atlântica, em uma caminhada leve e agradável.

Compartilhe

Receba informações

spot_imgspot_img

Popular

Conteúdos relacionados

Maria Fumaça: o passeio pelo passado das ferrovias

A viagem de Maria Fumaça, de Tiradentes a São...

Semana Santa em Tiradentes: tradições preservadas

A Semana Santa em Tiradentes é um grande evento...

O que fazer em Tiradentes

Na cidade tricentenária há roteiros de todos os tipos,...

Religiosidade e história se encontram nas igrejas

Tiradentes possui um dos mais bem conservados centros históricos...